Dietas e Receitas

LEITURA PARA REFLEXÃO! VOCÊ ESTÁ FAZENDO A COISA CERTA ?

Poluição, alimentos superindustrializados (carregados de corantes e conservantes), agrotóxicos e até maquiagem contribuem para o acúmulo de toxinas no nosso organismo. “Em excesso, essas substâncias nocivas deixam o metabolismo lento, o que resulta em ganho de peso”, afirma a nutroendocrinologista Thaisa Albanesi, médica responsável pelo Wellness and Health Center Buddha Spa, em São Paulo. Emagrecer também fica mais difícil. A Dieta Clean sugere uma faxina geral para que você elimine as toxinas e reestabeleça o ritmo do metabolismo em três semanas. Criada pelo cardiologista uruguaio Alejandro Junger, radicado em Nova York, é um programa que também faz bem para a pele e aumenta o pique. Dizem até que conquistou celebridades como as atrizes Demi Moore e Gwyneth Paltrow.

Como funciona: na primeira fase, a de Eliminação, exclui todos os produtos industrializados e ingredientes com potencial alergênico (glúten e lactose, além de grãos e leguminosas). “O resultado é garantido, mas acho um pouco radical. Tanto que Junger mantém seus pacientes hospedados em um spa médico nessa etapa da dieta”, conta Thaisa, que conheceu o cardiologista e os princípios da Dieta Clean em um curso de especialização nos Estados Unidos. Até hoje ela usa a base do programa em seu consultório, mas numa versão menos restritiva e adaptada para o paladar da brasileira, como você encontra aqui. Outras modificações em relação à dieta original: duas refeições sólidas ( Junger permite apenas uma), com direito a feijão e arroz integral. “Assim mesmo, os resultados são excelentes – dá para perder 5 quilos – e a dieta é mais prazerosa.” Depois disso, vem a fase de Reintrodução, quando os alimentos proibidos no detox voltam para o cardápio. Isto é, apenas aqueles que não alteram o bom funcionamento do seu organismo (aos poucos, você vai saber identificar esses aliados). O próximo passo? Manter uma alimentação “limpa”, sempre com uma quantidade maior de alimentos frescos e naturais e menor de industrializados.

PROIBIDOS
Ficam de fora da fase de Eliminação quase todos os industrializados, como biscoitos, salgadinhos, doces, molhos, cereais matinais açucarados, adoçantes artificiais, hambúrguer e embutidos, além de:

Bebidas. Sucos artificiais e açucarados, refrigerante, cerveja (ou qualquer outra bebida alcoólica) e café.

Lácteos. Queijo, iogurte, leite e outros derivados. Grãos. Soja, milho, trigo e outros grãos com glúten.

LIBERADOS
Em todas as fases são permitidos: Verduras e legumes. Todos os tipos (exceto batata), de preferência orgânicos.

Proteínas magras. Ovo caipira, peixes, aves (frango pato e peru) e carne vermelha pobre em gordura, ervilha, grão-de-bico, lentilha, quinua, spirulina (alga marinha) e tofu.

Gorduras boas. Sementes (abóbora, girassol, gergelim), castanhas (amêndoa, castanhas-do-pará e de caju, macadâmia, nozes, pecã e pistache), abacate, azeite extravirgem e óleos de coco e semente de linhaça e chia.

Bebidas. Leites vegetais (amêndoa, avelã e coco), sucos naturais (especialmente os verdes), chás de ervas e água de coco.

Condimentos. Vinagre, pimenta (vermelha e do-reino), ervas frescas e secas, cacau sem açúcar, mostarda e missô (pasta fermentada de soja). Para adoçar, use apenas estévia, mel ou açúcar de coco.

Eliminação (fase 1)

Três semanas com suco e shake clean no café da manhã. As cápsula de ômega-3 e probióticos melhoram a saúde do intestino (importante no detox), mas são opcionais

Nessa fase de 21 dias, o cardápio inclui apenas duas refeições sólidas (o almoço e o jantar). O café da manhã consiste em um suco ou shake com os nutrientes necessários para você começar bem o dia. As bebidas têm a função de eliminar o excesso de toxinas e melhorar a saúde do intestino, ativando o metabolismo. Para acelerar esse processo, Thaisa Albanesi também recomenda água com limão e um sachê de probióticos ainda em jejum, além de ômega-3 (cápsula de 1 grama) no almoço e no jantar.

PEQUENAS REFEIÇÕES
A fase de Eliminação não inclui lanches entre as refeições. “Um período de jejum (no máximo cinco horas!) é bem-vindo para regenerar a mucosa do intestino, reduzindo as inflamações provocadas pelas toxinas. É também uma chance de o organismo usar a gordura estocada como fonte de energia”, diz Thaisa. Mas tudo bem se você preferir mantê-los nessa etapa. Sugestões: 5 nozes, 2 castanhas-do-pará ou 6 de caju, 6 amêndoas, 1 col. (sopa) de sementes de girassol ou 1 copo (200 ml) de água de coco.

15 MINUTOS ANTES DO CAFÉ DA MANHÃ
1 copo (200 ml) de água morna com suco de 1/2 limão + 1 sachê de probióticos (à venda em farmácias)

CAFÉ DA MANHÃ
Opção 1:
1 cápsula de ômega-3 (à venda em farmácias) + suco clean 1

Opção 2: 1 cápsula de ômega-3 + shake clean 1 ou 2

Opção 3: 1 cápsula de ômega-3 + suco clean 2

ALMOÇO
Opção 1:
1 cápsula de ômega-3 + salada de folhas verde-escuras (agrião, alface roxa, rúcula, escarola) à vontade + 1 col. (sopa) de quinua com brócolis + 1 filé (120 g) de frango grelhado com molho de mostarda + 1 maçã assada e polvilhada com canela

Opção 2: 1 cápsula de ômega-3 + salada de atum (ou filé de peixe assado em lascas) + 2 col. (sopa) de legumes (ervilha fresca, cenoura, beterraba) no vapor (ou lentilha cozida) + 1 col. (sopa) de arroz integral + 1/2 concha de feijão + 1 rodela de abacaxi com hortelã

Opção 3: 1 cápsula de ômega-3 + salada de folhas verde-escuras à vontade + 1 col. (sopa) de grão-de-bico (ou arroz integral) + 2 fatias (120 g) de peru (ou frango) assado +  até 3 quadradinhos de chocolate 70% cacau

JANTAR
Opção 1:
1 cápsula de ômega-3 + 1 filé (150 g) de peixe com cogumelo + mix de legumes (abóbora, abobrinha, berinjela) assados com tomate e cebola à vontade + musse de cacau: 2 col. (sopa) de abacate batido com 1 col. (sopa) de cacau em pó, 4 col. (sopa) de leite vegetal (amêndoa, ou coco) e estévia a gosto

Opção 2: 1 cápsula de ômega-3 + salada de folhas verde-escuras à vontade + 3 col. (sopa) de tabule de quinua (quinua com salsa, cebola e tomate picados) + omelete (feito com 2 ovos e espinafre) + 1/2 maçã picada com 1 col. (sobremesa) de pasta de amendoim (ou tahine) adoçado com estévia

Opção 3: 1 cápsula de ômega-3 + salada de rúcula e abacate com brócolis e vagem no vapor + 1 filé (1200 g) de carne vermelha magra grelhada + 2 quadradinhos de chocolate 70% cacau

CEIA
Opção 1: 1 copo (200 ml) de leite vegetal (amêndoa, quinua, arroz ou coco) batido com 1 col. (sopa) de cacau em pó e estévia (opcional)

Opção 2: 2 col. (sopa) de abacate amassado com 1 col. (sobremesa) de pasta de amendoim sem açúcar e estévia (opcional)

Opção3: Shake de castanhas: bata 1 copo (150 ml) de leite vegetal (amêndoa ou coco) com 1 col. (sobremesa) de cacau em pó, 2 nozes (ou 1 col./chá de óleo de coco) e 2 tâmaras (ou estévia)

Bebidas: beba bastante água durante o dia, mas evite líquidos durante a refeição (logo após, beba no máximo um chá digestivo: verde, branco, de hortelã ou camomila.  Você não fica sem café? Reduza um pouco por dia.

Tempero para as saladas: vinagre ou aceto balsâmico à vontade, 1 col. (chá) de azeite extravirgem e pouco sal.

Reintrodução (fase 2)

Esta etapa pode durar sete dias ou mais, dependendo dos grupos de alimentos suspeitos de prejudicar seu metabolismo. Eles devem ser testados isoladamente e, assim, você descubre o que pode comer para sempre sem medo de voltar a engordar.

Finalizada a primeira fase, a de limpeza, começa a Reintrodução, quando o café da manhã também passa a ter alimentos sólidos, junto com suco ou shake clean. Faça isso aos poucos: eleja um grupo alimentar a cada dois dias – leite, queijo e derivados, por exemplo – e preste atenção nos sinais do seu corpo. Má digestão, intestino preguiçoso, gases, estufamento e inchaço são provas de que o alimento que está sendo testado pode prejudicar seu metabolismo e favorecer o ganho de peso. Para perceber melhor essas alterações, o programa Clean sugere que você consuma o alimento suspeito por dois dias e descanse por outros dois. O objetivo é você identificar o que pode (ou não) manter para sempre no cardápio sem voltar a engordar.

15 MINUTOS ANTES DO CAFÉ DA MANHÃ
1 copo (150 ml) de água morna com o suco de 1/2 limão + 1 sachê de probióticos

CAFÉ DA MANHÃ
Opção 1:
1 cápsula de ômega-3 + shake clean 1 ou 2 + 1 fruta picada com 1 col./chá de llinhaça e canela

Opção 2: 1 cápsula de ômega-3 + 1 copo (200 ml) de água de coco (ou chá de ervas à vontade) + Flan de chia: 1/2 xíc. (chá) de leite vegetal (amêndoa ou coco) com 1 col. (sopa) de chia e frutas picadas (misture na véspera). Polvilhe com nozes e canela em pó

Opção 3: 1 cápsula de ômega-3 + suco clean 1 ou 2 + 1 tapioca com pasta de grão-de-bico (ou tofu) com 1 fio de azeite

Facebook Comentários